width=Mal nos recuperamos da notícia do falecimento de Steve Jobs, recebemos com muita tristeza a nota de falecimento de um gênio da computação mundial: Dennis Ritchie. Mais conhecido nas redes de discussão como “DMR”, iniciais de seu nome completo (Dennis MacAlistair Ritchie), foi responsável ao lado de Ken Thompson pela criação do sistema UNIX e pelo desenvolvimento da linguagem de programação C, um de seus maiores triunfos.

O UNIX é considerado como o pai de outros sistemas operacionais, como o Linux, Android e até mesmo o Mac OS X, além do BSD é claro. Já a linguagem de programação C é considerada por especialistas como uma das mais personalizáveis na atualidade – apesar de ter sido criada em 1973 – e abriu um novo paradigma em sua época: Permitir o desenvolvimento de programas pluri-plataformas, ou seja, que funcionavam em sistemas operacionais diferentes, com a mesma base de código, tirando o maior proveito possível do hardware disponível no computador.

Você que é usuário(a) do Windows, Linux ou mesmo do Mac, sem dúvida já se deparou – e até se depara diariamente – com algum software que tenha sido desenvolvido em C ou em suas vertentes como o C# (da Microsoft) e C++ (de Bjarne Stroustrup). Para os programadores, o livro “The C Programming Language” (escrito por DMR em parceria com Brian Kernighan) é um prato cheio de fantásticas demonstrações de uso da linguagem, além de toda a explicação de como pode ser aplicada nas mais diferentes plataformas e suas possibilidades.

Repercussão na HostDime

A notícia foi trazida por um de nossos colaboradores e causou uma comoção geral na nossa equipe. Alguns comentaram que “perdemos dois gênios em um mesmo mês”. DMR era e ainda será um ícone, um ídolo que teve a sua história baseada naquilo que mais gostava: A tecnologia.
Este artigo de hoje foi dedicado à Dennis Ritchie, que escreveu a história da computação mundial e, mesmo após a sua partida, continuará a marcar presença em muitos capítulos do livro da vida de muitas pessoas. Obrigado DMR!