Solucionar problemas tem sido a matriz das maiores inovações atuais – serviços extremamente personalizados criam facilidade e fluidez no cotidiano e direcionam o foco para o que realmente importa em cada rotina. É pensando em fornecer esse tipo de serviço que surgem as iniciativas “purpose-built”, aquelas construídas para uma finalidade específica.

E como os Data Centers se encaixam nesse contexto? Um data center “purpose-built” é aquele projetado e construído desde o início para uso específico em data center. Parece algo óbvio, não é? Com o propósito de desvendar algumas práticas do mercado de tecnologia, resolvemos mostrar para vocês que um data center construído desde o início para essa finalidade não é a regra, e sim a exceção.

Muitos data centers são instalações adaptadas, o que significa que são grandes armazéns ou fábricas que foram, posteriormente, convertidas em um data center.

Essas infra estruturas improvisadas ​​fazem concessões para poder adaptar elementos cruciais de funcionamento de um centro de dados, que podem colocar os negócios e os dados armazenados ali em risco. Quando um data center é construído do zero (purpose-built), eles são projetados especificamente para fornecer o máximo de tempo de atividade, segurança ideal e flexibilidade para negócios em crescimento.

Quer entender melhor as diferenças específicas entre data centers construídos do zero e instalações convertidas? Criamos um comparativo e exemplos de como a HostDime constrói data centers especialmente desenvolvidos para as necessidades da próxima geração.

Projeto do zero (purpose-built) versus instalações adaptadas

/></figure>



<p><strong>Localização –</strong> Assim como comprar uma casa, uma das considerações mais importantes para a construção do data center é a localização. As infraestruturas adaptadas geralmente se concentram em áreas saturadas das metrópoles nos Estados Unidos e na Europa. Os data centers construídos para esse propósito específico (de ser data center) geralmente são mais estratégicos no local de suas construções – situando-se em áreas com alta conectividade para lidar com grandes demandas de dados e fornecer serviços de alta velocidade sem latência.</p>



<p>Outro item que deve constar na sua lista é contar com um data center em uma área onde a chance de catástrofes climáticas é baixa. A nossa infraestrutura no Nordeste do Brasil tem como um dos benefícios o registro perfeito da cidade livre de desastres naturais, sem furacões, tornados e terremotos em sua história.</p>



<p><strong>Certificação e Uptime –</strong> O Uptime Institute agrupa data centers em quatro categorias básicas de certificação: Tier I, II, III e IV. Cada camada deve ter uma certa quantidade de tempo de atividade e redundância.</p>



<p>O Tier IV é a certificação mais alta possível. Eles são tão seguros, confiáveis ​​e redundantes quanto possível. Às vezes chamados de quatro 9’s, os data centers Tier IV têm 99,99% de disponibilidade, o que equivale a menos de uma hora de inatividade por ano. Para você ter uma ideia, nosso data center Nordeste só não alcança essa patente devido a fatores externos. Para ser Tier IV é necessário ser redundante em fornecimento de energia externo, e não há disponibilidade de uma segunda fornecedora de energia na cidade onde estamos instalados. Apenas por esse critério não temos a certificação Tier IV. Porém, somos certificados Tier III o que garante a alta patente da nossa infraestrutura. </p>



<p>Em termos de redundância, um recurso Tier IV normalmente apresenta redundância 2 (N + 1). Isso significa que a instalação tem o dobro do necessário para operar, além de um backup. Esse é outro motivo pelo qual esses tipos de data centers raramente têm tempo de inatividade devido a comutações de failover para sistemas alternativos.</p>



<p>O data center da HostDime em Bogotá, Colômbia, com inauguração prevista para 2022, será uma das únicas instalações de data center Tier IV na Colômbia pronta para atender a missão de manutenção crítica dos ativos de TI de seus clientes. Dez fontes de alimentação ininterrupta de 800KW permitirão que qualquer falha no sistema ou caminho ocorra sem afetar as cargas críticas, atingindo assim os padrões Tier IV de 99,99% de tempo de atividade.</p>



<p><strong>PUE </strong>– PUE, ou Power Usage Effectiveness, significa Eficácia do Uso de Energia e descreve a eficiência de como um data center usa a energia. O PUE é especificamente a proporção da energia total entregue ao equipamento de computação. </p>



<p>Um exemplo rápido: se uma instalação usa 100.000 kW de potência total, dos quais 80.000 kW são usados ​​para alimentar seu equipamento de TI, isso seria igual a uma PUE de 1,25. Quanto menor o PUE, melhor. O uso de cabos organizadores, painéis vazios e contenção de corredor quente pela HostDime correspondem a uma grande redução na PUE anualizada. A HostDime atinge um PUE de 1,2 em nossos datacenters “purpose-biult”, enquanto nossos concorrentes costumam ter um PUE na faixa de 1,5 ou superior.</p>



<p><strong>Densidade de energia do rack –</strong> Há um tempo, 2 a 4 kW por densidade de energia do rack era considerada alta densidade porque não havia demanda suficiente de recursos. Hoje em dia, o consumo médio de energia de um rack é de cerca de 7 kW, dependendo do data center. Os data centers, especialmente construídos da HostDime, apresentam caminhos de distribuição duplos que fornecem alimentação de energia para todos os racks e espaços em branco por meio de fontes de energia A / B por padrão, permitindo funcionamento de alta densidade de até 10 KW por rack sob demanda. A contenção de corredor, acima mencionada, está pré-instalada em todos os espaços para servidores com racks e disponível para configuração em todos os outros espaços em branco para fornecer de maneira adequada e eficiente o resfriamento necessário para suportar a densidade de energia projetada para o espaço.</p>



<p><strong>Soluções personalizadas, centradas no cliente</strong> – Uma última vantagem crítica dos data centers construídos para esse fim é o foco nas necessidades do cliente. Algumas dessas vantagens podem ser ignoradas em infraestruturas adaptadas, que acabam não incluindo áreas de recepção de clientes, salas de colocation e estações de trabalho; ambientes presentes nos data centers “purpose-built”. Essa busca pelo equilíbrio entre a tecnologia e a operação humana é essencial para garantir mais inovação às empresas.</p>



<p>Se tudo isso não bastasse, a HostDime levou as soluções personalizadas para o próximo nível, com nosso novo projeto de data center em Orlando. Caso façam visitas durante a noite, os clientes podem aproveitar as vantagens das suítes executivas no local, que incluem banheiros completos, chuveiros e camas grandes. Uma inovação para o setor e uma adaptação necessária para manter o conforto, mesmo em operações críticas 24 x 7. A capacidade de permanecer dentro do data center permitirá que os clientes economizem tempo e despesas para encontrar hospedagem na cidade, bem como acesso imediato ao seu equipamento durante a estadia.</p>



<p>Os clientes também terão acesso ao espaço do cage do cliente privado, sala de minicentro privado, escritórios de clientes sob demanda e uma combinação de comodidades que inclui acesso ultra-rápido à Internet 10G, além de uma área de armazenamento de 10 metros de altura que os clientes podem utilizar gratuitamente para armazenamento temporário de seus equipamentos.</p>



<p>Os projetos de data centers “purpose-built” da HostDime estão na Flórida – EUA, assim como no México, Colômbia e Brasil. A HostDime também opera data centers em instalações parceiras em Hong Kong, Índia, Reino Unido e Holanda. O nosso foco é desenhar soluções personalizadas para atender às necessidades específicas de cada empresa. Desde soluções em nuvem híbrida ou um servidor bare metal de núcleo denso feito sob medida em seu mercado-alvo, estaremos ao seu lado enquanto você continua a crescer.</p>
</p>
								<div class=